Blog

MAIS VACINAS CHEGAM À BAHIA

Aguardada com muita ansiedade novas remessas de vacinas chegaram nesta sexta (dia 16) à Bahia, totalizando mais de 396 mil doses. Desse total, 239 mil foram produzidas pela Fiocruz/Astrazeneca/Oxford e 157 mil pelo Instituto Butatan/Sinovac. Com esta remessa, o Estado totaliza 3.670.000 doses enviadas pelo Ministério da Saúde desde o dia 18 de janeiro.  Segundo a coordenadora de Imunização da Secretaria de Saúde do Estado, Vânia Broucke, as vacinas serão imediatamente distribuídas para todos os núcleos regionais e municípios da região metropolitana.  Itabuna deverá receber 3.450 doses cuja faixa etária para aplicação ainda deverá ser definida.  

EMPRESÁRIOS DISCUTEM ATUAÇÃO DA BAMIN NO ESTADO

Tendo como principal estrela de uma reunião on line, o CEO da Bahia Mineração (BAMIN), Eduardo Ledsham, empresários baianos estiveram discutindo a   atuação da empresa no Estado, bem como a   geração de novos investimentos. O evento foi promovido pela Associação Comercial da Bahia (ACB) em parceria com a LIDE, Grupo de Líderes do Estado da Bahia.  Os empresários mostraram-se dispostos a auxiliar a Bamin na integração com a economia local, sendo que o presidente da ACB e do LIDE –BAHIA, Mario Dantas observou que o momento é muito positivo por permitir a avaliação dos investimentos previstos para a Bahia. “Associativismo é fundamental; empresário tem que ajudar empresário”, ressaltou ele.

Com 537 kms de extensão entre as cidades de Ilhéus e Caetité, o trecho da Ferrovia de Integração Oeste Leste (FIOL)adquirido pelo Grupo Bamin, é um importante corredor de escoamento de minério de ferro produzido no sudoeste baiano. Estão sendo investidos mais de três bilhões de reais no empreendimento que vai absorver um grande contingente de mão de obra local. O CEO da Bamin elogiou   a iniciativa das entidades empresariais e observou que “é muito importante a questão da transparência sobretudo com os 20 municípios que serão   cruzados pela ferrovia levando-se também em conta as questões ambientais”. Ele ressalta que a   FIOL consegue maximizar a operação “e vamos chegar rapidamente aos 60 milhões de volume de obras que está desenhado para a ferrovia sendo que nesse primeiro momento onde acontecerá a   assinatura do contrato, analisaremos todas as necessidades de investimentos”, explica.

Presente à live, o diretor-executivo do Shopping Jequitibá, Manoel Chaves Neto, disse que está buscando conhecer e entender que tipo de oportunidades de investimentos serão criadas, bem como as perspectivas para a geração de empregos e renda para Ilhéus e sul da Bahia. Ele também observou o aumento da atratividade para novos e importantes investimentos na região incentivados pela chegada da FIOL e Porto Sul.

  

DCZ QUER VAQUINHAS E EGUINHAS FORA DAS RUAS

A Prefeitura de Itabuna através da DCZ (Divisão de Controle do Zoonoses) está intensificando ações para coibir a presença de animais soltos   nas ruas, principalmente os de grande porte. Cavalos e manada de bois são encontrados diariamente nas imediações dos bairros São Caetano, Jaçanã e Jardim Primavera, o que traz sérios riscos aos motoristas, principalmente à noite. A diretora do Departamento de Vigilância da Saúde, Maristella Antunes explica que os proprietários desses animais terão apenas três   dias para fazer o resgate e deverão pagar multa no valor de R$ 120,00 referentes a uma Unidade Fiscal Municipal (UFM). Já a coordenadora do DCZ, Ellen Gleide, adverte que em caso de reincidência, com pelo menos três apreensões, o dono perde a guarda do animal.  E se deixar o animal por mais de três meses em poder do município, o animal será leiloado e o valor arrecadado será dividido: 50% para a DCZ e 50% pra uma entidade filantrópica, assinalou. O serviço de fiscalização e apreensão vem sendo feito por uma empresa terceirizada e a população pode denunciar os abusos pelo telefone (73) 99124-6405.

                    (foto ASCOM)

CLÍNICA HIPERBÁRICA PODE FECHAR

Depois de vir prestando um atendimento de excelência a pacientes com feridas de difícil cicatrização, a Clínica de Medicina Hiperbárica de Itabuna enfrenta dificuldades de funcionamento por conta da queda de sessões financiadas pelo SUS. A revelação foi feita por um dos sócios da clínica, o médico Antônio Vieira que pediu o apoio da AMURC (Associação dos Municípios da Região Cacaueira), ressaltando que “a demanda pelos serviços não diminuiu; existe uma procura muito grande, mas há uma necessidade de uma maior contratualização por parte dos municípios e do governo do Estado”, explicou.  O presidente da AMURC, Marconi Amaral disse que vai se colocar á disposição e lutar para que não aconteça o fechamento da clínica hiperbárica "dialogando com  os prefeitos e com o governo do Estado para  verificar qual a  solução que iremos adotar". Lembrando que a  oxigenoterapia é um um tratamento médico onde o paciente fica dentro de uma câmara respirando oxigênio 100% puro, onde a pressão negativa interna somada à pureza do oxigênio auxilia na cicatrização das feridas. 

 

87 PESSOAS INFECTADAS COM COVID NO CONCEIÇÃO

Realizada esta semana uma testagem no bairro da Conceição detectou 87 pessoas infectadas pela Covid. Entre moradores, comerciantes e comerciários do bairro foram realizados 481 testes, dos quais 82 positivos para o TR Anticorpo e cinco para o TR Antígeno.  Nas coletas RT –PCR os resultados só são conhecidos após análise do Laboratório Central (Lacen), em Salvador. Para saber se o paciente já teve contato com a Covid, a indicação   é o teste rápido de Anticorpos IgM e IgG que detecta a presença ou não de anticorpos no organismo, ou seja, se teve contato recente com o vírus (IgM) ou se já teve a doença (IgG). A testagem é indicada para pacientes a partir do 8º dia de sintomas e o resultado sai em quinze minutos.

F

                    (Foto Pedro Augusto)

PROJETO ACABA COM MÃE POBRE E CRIA NOVO HOSPITAL MATERNO-INFANTIL

Com as portas fechadas desde o impasse criado entre sua diretoria e a Prefeitura Municipal de Itabuna, a Maternidade da Mãe Pobre (Esther Gomes) viu selado seu destino esta semana com o anúncio do prefeito Augusto Castro da implantação de   um hospital Materno-infantil, aqui no município.  A nova maternidade pública deverá atender gestantes que necessitem de atendimento de parto, de emergência e urgência além, de recém-nascidos nas primeiras horas de vida. O projeto conta com total apoio do secretário de Saúde do Estado, Fábio Villas Boas ao destacar que “a construção desse hospital já foi autorizada pelo governador Ruy Costa e será a mais importante unidade de atendimento materno-infantil do sul da Bahia”, sem contudo citar o CEMEPI (unidade pediátrica fechada) e o Hospital São Lucas. Ambos, com seus serviços interrompidos há muitos anos.

Vale lembrar que a Maternidade da Mãe Pobre ao longo dos seus 30 anos   de existência já realizou mais de 100 mil partos e é considerada uma referência no atendimento às mulheres carentes não só de Itabuna como de outros municípios.         

PREFEITO FAZ BALANÇO E ANUNCIA OBRAS: CACHOEIRA FICA DE FORA

Ao fazer nesta quarta (dia 14) um balanço de cem dias da sua gestão, o prefeito Augusto Castro aproveitou para anunciar um pacote de obras como parte do programa batizado de “Acelera Itabuna”. O projeto prevê a requalificação de 14 praças públicas em diversos bairros e no centro da   cidade (Olinto Leoni, Camacã e Jardim do O); pavimentação asfáltica; duplicação do trecho entre o bairro de Fátima e o condomínio Cidadelle; reestruturação da feira-livre do São Caetano; dentre outras ações (?). Para muitos, o programa ainda não abrange 50 por cento das demandas do município que carece de obras de infraestrutura, mobilidade urbana e de mais investimentos em indústria, água, saneamento, cultura e lazer. O rio Cachoeira ficou de fora do projeto e vai continuar sendo um desafio para inúmeros gestores que já passaram pelo Centro Administrativo Firmino Alves. Os esgotos continuam sendo despejados no rio com a proliferação de baronesas pontuais   nessa época do ano que causam a morte de milhares de peixes. Sem um projeto especifico para a despoluição do Cachoeira, os itabunenses passarão mais quatro anos assistindo a morte do rio, respirando aquele mau cheiro insuportável e vendo medidas paliativas sendo adotadas sem sucesso e gerando custos.  Ou então, ouvindo aquela velha conversa   de privatizar a Emasa, de devolver a empresa para a Embasa, etc.

FRASCOS VÊM COM DOSES A MENOS DE VACINAS NA BAHIA

Um fato inusitado aconteceu aqui na Bahia com a descoberta de que em cerca de trinta municípios foi identificado que alguns frascos de vacinas traziam quantidades menores que o descrito no rótulo. A denúncia foi feita pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Villas Boas ao explicar que isso ocorreu “por um erro do Instituto Butantan responsável pelo envasamento das doses”. O secretário afirmou que a Secretaria da Saúde do Estado está tentando viabilizar o suprimento desses municípios prejudicados, bem como está cobrando uma reposição das doses junto ao Ministério da Saúde.

EMASA DEVE À RECEITA MAIS DE 80 MILHÕES

Ao fazer o balanço de cem dias à frente da Emasa (Empresa Municipal de Águas e Saneamento), Raymundo Mendes Filho revelou que a empresa tem um débito de mais de 80 milhões junto à Receita Federal. Segundo ele, já estão sendo realizadas negociações com a Receita, “pois essa dívida pode vir a inviabilizar as operações e futuros investimentos da empresa”. Ele elencou algumas ações realizadas na sua gestão nesse período, com destaque para a regularidade no abastecimento de água e o constante trabalho de manutenção das redes e adutoras para fazer a água chegar a mais de 98% dos domicílios. O mesmo ocorre com a rede de esgotamento sanitário que atende a 84% das casas e tem 34% do coletado tratado. Mendes   Filho revelou que outro problema encontrado na empresa foi a situação da lagoa de decantação no bairro São Judas Tadeu,” que estava em total abandono e agora vem passando por um trabalho completo de limpeza com o recolhimento das baronesas”. “A retirada da vegetação proporciona mais eficiência no tratamento do esgoto”, explica.

Sem citar a situação de outros canais que cortam a cidade de ponta a ponta tipo o do São Caetano, que continua esquecido, com águas fétidas e exalando forte mau cheiro, o presidente da Emasa, revelou que um acordo de cooperação com a Prefeitura possibilitou a limpeza e a implantação da rede de esgoto que atualmente é lançado no canal de macrodrenagem do bairro Santo Antônio, que corta as ruas Santos Dumont e José Bonifácio. Ele anunciou que em paralelo ao canal serão implantadas redes coletoras de esgoto nas duas margens para levar os dejetos através de dutos até a sua destinação final.

 

 

© Copyright 2015 / 2019   |   Blog da Tonet   |   Todos os direitos reservados.